domingo, 11 de dezembro de 2016

Livro Maria do Sol: Cap 02


links capítulos anteriores:







II
A Fazenda


Na entrada principal da fazenda, havia um grande portão; logo após, circulando o caminho para a passagem dos carros e pessoas, havia uma sequência de eucaliptos os quais iam até uns dez metros da casa. Estando de costas para a entrada com os eucaliptos e de frente para a casa, via-se na lateral esquerda uma enorme piscina e, próximo a ela, uma pequena para as crianças e um parquinho. Havia também um puxadinho da alegria, como o chamavam, e no qual havia uma churrasqueira, as mesas, as cadeiras e uma sinuca. Na lateral direita, via-se a entrada para os currais dos animais da fazenda. Por trás da casa, a uns duzentos metros de distância, passava um riacho. O local era o sonho de aposentadoria de Seu Felinto, esposo de Dona Carlota, uma senhora meiga, de cabelos negros e cortados na altura do ombro, olhos claros e pele morena.

sábado, 3 de dezembro de 2016

Livro: Maria do Sol!



Bom dia, queridos leitores!
Irei publicar alguns capítulos do livro Maria do Sol aqui no blog e no Wattpad escolha onde irá ler!

I
O Crime

Dona Carlota e Vicentinho entraram na casa e observavam a todos da janela do primeiro andar:
– O Pedrinho estava indo tão bem, até o Thiago chegar e levar a Maria do Sol.
– É, mamãe, mas ele ainda está lá perto observando.
– Estou vendo! Meu neto está me surpreendendo hoje.
– Mamãe, olha só meu menino! Pegou na mão da menina e está levando-a para conversar próximo à piscina.
– É verdade... Tomou coragem... Que bom que meu neto está fazendo amigos...
- É...

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Série Poeminhas






O coração...             
                                       a pulsar.
O brilho...                
                                  de um olhar.
O encontro...  

Ser criança é ser livre!


O melhor caminho é o que é feito com amor e carinho.
Observe os pequeninos.Dia das pessoas que mais sabem ser feliz chegando!

sábado, 1 de outubro de 2016

ESSÊNCIA


Feche os olhos e pense como é sua vida, o que você fez até este momento.
Cada passagem, cada mudança, cada alegria, cada tristeza, cada raiva, cada momento  de dor e amor.
Suas ações e emoções.
Escreva tudo em um caderno, e guarde-o
Este caderno, você teria coragem de mostrá-lo  a um amigo?
E se esse caderno, não fosse um simples caderno...
... Fosse sua alma.
 Então esta alma, nua e crua... em que qualquer um que olhar possa vê sua essência ,
Você mostraria para alguém?

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Vida

Que a vida seja doce
Quem nem doce de leite
Gostoso, suculento com gostinho de quero mais.

Que a vida seja vermelha
Como morango maduro